AS 3 COISAS QUE DEVEMOS FAZER NA VIDA

Eu não sei se você chegou a ler minhas postagens anteriores, mas alguns de meus alunos (nesse caso, somente alunas aceitaram o desafio) e eu estávamos produzindo um livro de receitas, onde cada uma delas ilustrou sua receita favorita, ou alguma receita de família, ou até com o objetivo de homenagear alguém.

O meu objetivo com essa produção foi proporcionar uma vivência da profissão do ilustrador de livros infantis.

Muita gente acha que, para ser ilustrador, basta saber desenhar ou ter talento. Mas eu diria que saber desenhar é apenas o primeiro passo para ter uma carreira de ilustrador bem sucedida.

É necessário entender todo o processo, saber cumprir prazos, ter uma rotina de trabalho, atender às exigências e expectativas do cliente, conhecer detalhes do processo de produção do livro… enfim, há muita coisa envolvida nessa maravilhosa profissão do ilustrador infantil. Além de atender a esse objetivo, a vivência também proporcionou a realização de um sonho: publicar uma ilustração!

Dizem que na vida temos que fazer 3 coisas: plantar uma árvore, ter um filho e publicar um livro. Essa frase é atribuída ao poeta cubano José Martí.

Mas o que será que ele quis dizer com isso?

Quanto à plantar uma árvore, refere-se ao fato de preservar não somente a natureza, mas também o alimento, para sustento da raça humana. Muito do que consumimos hoje foi plantado no passado. E assim como hoje nos beneficiamos de algo que alguém fez pensando em nós, devemos pensar no futuro do próximo também.

Ter um filho representa não somente a sua herança viva, mas também o seu legado familiar, transmissão dos seus valores, culturas, memórias, sua história, bem como perpetuar seu nome.

Publicar um livro é uma forma de deixar sua marca no mundo, inserir nele suas ideias e ideais, seu legado pessoal, herança intelectual, essência, desejos, sonhos e valores. É uma forma de marcar a nossa jornada na história da humanidade.

Já imaginou que, daqui a 50 ou 100 anos, talvez mais, alguém vai saber de sua existência porque viu seu nome no livro? Não é assim até hoje? Muito, muito mesmo, do que sabemos da humanidade, sabemos através de um livro, que pode perpetuar o seu nome. 🙂

E foi isso que eu quis proporcionar a essas alunas: publicar uma ilustração de sua própria autoria, representando um pouco de sua essência, usando como base uma receita de família, na qual puderam inserir um pouco de si mesmas.

Além disso, poderão compartilhar e transmitir esse legado a familiares e amigos, presenteando-os com o livro impresso.

Enfim, posso dizer que, para mim, foi uma experiência muito enriquecedora. Gerenciar um projeto como esse, com tantas pessoas envolvidas, não é algo que costumo fazer, mas sinto-me realizada e estou muito feliz em ter ajudado a realizar esse sonho.

O livro está na gráfica no momento e em breve todas as participantes receberão seus exemplares impressos. Mas se você estiver curioso para ver como ficou, o ebook já está disponível na Amazon.

A ideia inicial era disponibilizar gratuitamente. No entando, a plataforma tem regras a respeito e não foi possível. Por isso, optamos por vender pelo preço mínimo – R$ 3,99, para alcançar mais pessoas, e doar todo o lucro (100%) para a instituição ABC Vida, que atende a comunidades carentes.

Para adquirir seu exemplar, e colaborar com a instituição, clique no livro.

Por último, obrigada por me acompanhar nas mensagens, postagens e mídias sociais!

Bom final de semana! :-*

E-book das alunas publicado!

Essa semana publicamos o e-book com as ilustrações e com as receitas das alunas do curso Ateliê Ilustre.


Prestigie o trabalho delas adquirindo o livro por apenas R$ 3,99. Nossa intenção era disponibilizar o livro gratuito, mas não foi possível, devido às regras da plataforma Amazon.


Porém, conversando com as participantes, decidimos doar todo o lucro à ABC Vida, em Curitiba, instituição que atende a comunidades carentes, com cestas básicas e assistência médica gratuita.


Clique no livro para adquirir e ajudar essa instituição.

Você quer ter sua ilustração publicada?

No ano passado, depois que me pediram bastante, comecei a oferecer um curso online de ilustração infantil. O Curso Online de Ilustração Infantil Ateliê Ilustre.

Com o objetivo de motivar e aplicar os conhecimentos do curso, ofereci aos meus alunos a possibilidade de fazermos um livro ilustrado em conjunto. Algumas alunas – somente as meninas, dessa vez – aceitaram o desafio e, juntas, fizemos um livro ilustrado com receitas.

Mas por que receitas?

Para fazer um livro, são necessárias várias pessoas. Um dos componentes fundamentais do livro é o texto. Sim, há vários livros ilustrados sem texto, mas na maioria das vezes o livro infantil tem texto.

Para que todas pudessem ilustrar algo que fosse significativo para elas, propus que cada uma escolhesse uma receita que fosse de família ou que gostasse, e me enviasse para que pudéssemos começar o processo. Exatamente como acontece numa situação real: o autor envia o texto para o editor – nesse caso, eu – e a partir daí o livro vai sendo definido: número de páginas, ilustradores, tamanho do livro, orçamentos, revisão, diagramação… etc.

Outro fator que nos motivou a escolher a receitas foi para não nos preocuparmos com direitos autorais, pois assim cada ilustradora teria os direitos sobre as suas. As receitas também permitem um imaginário ilustrativo muito rico e variado.

Durante esse tempo, as alunas puderam aplicar o que aprenderam no curso – e buscaram rever o que tinham aprendido, uma vez que tinham onde aplicar. Tornou-se algo muito mais interessante e até divertido.

Além dos conhecimentos do curso, desenvolveram suas habilidades e aprenderam aspectos técnicos da produção do livro que não teriam imaginado se não tivessem vivido essa experiência ou, por que não, essa vivência.

Agora que estamos finalizando, estou feliz em ter podido oferecer essa oportunidade. E você vai poder apreciar o trabalho das meninas daqui a alguns dias, pois estará disponível na plataforma da Amazon como e-book. Como é um projeto do curso, não terá custo.

Também fizemos livros impressos, e cada aluna receberá uma quantidade conforme pedidos individuais. Esses poderão ser comercializados pelas ilustradores ou doados como presente para familiares e amigos.

Daqui a alguns dias vou abrir as inscrições para o curso, agora em duas modalidades: somente o curso (como era antes) e também para a vivência da profissão, onde o aluno irá trabalhar com datas de entrega, planejamento do trabalho, tipo de arquivo, resolução, processo gráfico, etc.

O objetivo é proporcionar um ambiente simulado de um processo de ilustração profissional onde, se o aluno tiver alguma dificuldade, possa sanar suas dúvidas, aprender a evitar ou resolver antes que inicie um trabalho profissional. Ou seja, para que nada de errado ocorra quando ele for contratado por aquela editora com a qual tanto sonha trabalhar. 🙂

Eu posso dizer que sou muito abençoada por ter alunas tão queridas como as que tenho agora. A vivência que fiz com minhas atuais alunas foi um processo muito desafiador, mas foi tão interessante e gratificante, que decidi oferecer novamente aos novos alunos. S2

Se você tem interesse em participar, fique atento(a), porque vou abrir as inscrições em breve. A produção de um livro leva tempo e, portanto, quem começar agora terá uma ilustração publicada em novembro desse ano. Até posso abrir as inscrições para o curso novamente esse ano, mas quem se inscrever depois, só terá sua ilustração publicada no ano que vem (se eu continuar oferecendo a vivência).

Veja o que os alunos estão dizendo:

A produção do livro infantil ilustrado

Produzir um livro infantil – de cabo a rabo – é um processo cheio de detalhes. Muitas vezes não nos damos conta da quantidade de trabalho que isso exige.

Para começar, muitas são as horas que o autor emprega para escrever o seu texto, refinar a escrita, observar ortografia, gramática, sintaxe, etc, até que tenha a possibilidade de enviar seu livro para uma editora. Atualmente, é possível também fazer uma auto-publicação, tanto digital como livro físico.

A auto-publicação, ou publicação autoral, aumentou muito na última década. Autores que enviavam originais para editoras e estavam cansados de aguardar por uma resposta, encontraram a solução para seu problema com a publicação autoral. Por isso, quando o ilustrador sabe como executar todo o processo de publicação de um livro, as suas possibilidades de trabalho aumentam.

Porém, produzir o livro físico é um processo longo, às vezes um pouco demorado, e que requer alguns conhecimentos técnicos. Há editoras que planejam livros meses – e até anos – antes do lançamento – e tem uma grande equipe. Porém, quando um ilustrador conhece todo o processo, pode diminuir em muito esse tempo.

O trabalho de um livro começa com o texto. Quando um escritor ou uma editora envia o texto para o ilustrador, esse texto já passou por critérios e definições: o texto tem apelo comercial, se encaixa em alguma área de interesse, qual será o tamanho do livro e o número de páginas? Além disso, são levados em consideração vários aspectos, como faixa etária, posicionamento de mercado e, é claro, custo.

O ilustrador, quando recebe o texto, passa a preparar as imagens que compõem a narrativa visual da história. Ilustrações também contam histórias, e a composição, os personagens, o cenário, entre outros aspectos, podem vir a narrar essa história sob vários pontos de vista, que podem complementar, enfatizar e até divergir do texto. Por isso, não basta somente saber desenhar. É importante saber ‘ilustrar’, isto é, narrar a história de modo visual. Você já parou para pensar que, às vezes, a ilustração conta mais que o texto?

Por que isso?

Porque muitas crianças “leem” o livro somente através das imagens. Se um adulto lê para uma criança, ela ouve e acompanha a história através das imagens. Se ninguém lê para ela, e ela ainda não for alfabetizada, ela vai compor a sua própria história a partir das imagens. Não é fantástico o trabalho do ilustrador infantil? 🙂

Porém, se o ilustrador desenha mas não ‘narra visualmente’, como a criança poderá entender o que se passa?

Enquanto faz o trabalho de ilustração, o profissional passa por várias etapas, das quais já falei aqui no blog. Depois que o ilustrador termina as ilustrações, parece que já foi feito quase tudo. Mas na verdade, ainda há muito trabalho, e não estou falando nem da parte comercial, somente da parte técnica.

Após as ilustrações terem sido feitas, se forem com técnicas tradicionais como lápis de cor, aquarela ou acrílica, por exemplo, aí começa o trabalho de ajustes de imagens, que requer bastante tempo e dedicação. O também texto passa por revisão várias vezes, é diagramado de forma que imagem e texto trabalhem em harmonia, há escolha de cores, fontes, layout, posicionamento, etc…

Muitas pessoas ficam surpresas com o trabalho que dá produzir um livro. Entretanto, esse trabalho é muito recompensador. Você já parou pra pensar que o livro infantil é um dos primeiros contatos da criança com o mundo da arte, da ilustração, da literatura?

Por isso, acredito que cada dia mais devemos valorizar o trabalho não só do ilustrador e do escritor, mas também de quem faz o livro acontecer, ou seja, toda a equipe que trabalha por trás dessa produção tão magnífica que é o livro infantil ilustrado.

Bom fim de semana!

Em breve: Livro das Alunas do Curso Ateliê Ilustre!

Não sei se você sabe, mas eu ofereço um curso online de ilustração infantil. Meu curso se chama Ateliê Ilustre, e tem esse nome porque ensino as técnicas que eu uso para ilustrar, como acrílico, lápis de cor, aquarela… enfim, técnicas que são realizadas em Ateliê.


Já tivemos duas turmas no curso e em breve vou abrir as inscrições para a terceira. Se quiser receber notícias, basta se cadastrar na minha lista.


Em breve, vamos publicar o primeiro livro com ilustrações de alunas do curso Ateliê Ilustre. A previsão do lançamento é para o final de maio ou início de junho.


Como elemento adicional ao curso, ofereci aos meus alunos a oportunidade de ter uma vivência da profissão do ilustrador, dentro de algumas condições. Assim, teriam que ilustrar um texto dentro de certas datas limite, como também seguir orientações que enviei, exatamente como acontece com os ilustradores profissionais.


Um outro objetivo foi proporcionar aos alunos a possibilidade de ter uma ilustração publicada. Isso é uma grande vantagem para quem está iniciando, porque nem todos os clientes querem dar oportunidades a ilustradores que não tiveram ainda um trabalho publicado. Isso não tem nada a ver com a qualidade da ilustração. Na verdade, o cliente escolhe o ilustrador pelo estilo e confia que o mesmo será profissional o suficiente para conseguir entregar nos prazos e autônomo o bastante para seguir as orientações que ele enviou. Por isso, não ter nada publicado pode ser uma grande barreira para iniciar sua carreira.


Ofereci, então, a oportunidade a todos os alunos, dentro de certas condições. Uma pequena parte de meus alunos aceitou esse desafio. Na verdade, somente alunas. 🙂


Nessa vivência, essas ilustradoras puderam aprender vários aspectos do processo de ilustração que não estão relacionados à execução da ilustração em si. Algumas alunas me escreveram dizendo que a experiência foi muito motivadora. Confesso que para mim tem sido uma experiência muito gratificante – e de grande aprendizado – e não vejo a hora de ter o livro em mãos.


Então, fique ligado que em breve teremos livro novo, “quentinho”, saído do forno, ops… da gráfica, para vocês curtirem!


Bom final de semana!

Como ilustrar e publicar seu livro infantil

Uma das perguntas que mais recebo é essa que você leu aí no título. Eu já abordei esse tema antes, mas como as postagens vão ficando para trás, resolvi republicar o artigo sobre o assunto. Vamos lá!

COMO ILUSTRAR E PRODUZIR UM LIVRO INFANTIL

Tenho observado que muitas pessoas desejam ilustrar seu próprio livro. É uma tendência no momento e, mesmo que uma pessoa não deseje seguir a carreira de ilustrador, ela tem esse desejo de expressar sua arte, seja na escrita quanto na ilustração.

Por isso, vou falar aqui sobre algumas coisas que são importantes para você poder ilustrar seu próprio texto.

A primeira coisa, desculpe citar o óbvio, é que você tenha uma história ou até mesmo um poema. Algumas pessoas já me disseram que tem vontade de publicar um livro, mas ainda não tem um texto. Por isso, a primeira coisa a se fazer é focar na escrita.

Tendo o texto já escrito, é necessário analisar o que o mesmo diz e o que se sugere nas entrelinhas. Também é interessante que a ilustração complemente a história. Vou exemplicar:

Há uma história do Rolo (Turma da Mônica) em que ele pede o carro a seu pai para sair com uma ‘mina’. Na historinha, o pai diz ao Rolo que nunca pediu o carro ao pai dele (mas no balão de pensamento ele está pedindo o ‘carango’), nunca chamou o pai de ‘velho’ (mas em pensamento ele chama o pai de ‘coroa’), ele ri que o Rolo chama a namorada de ‘mina’ (em seu pensamento o pai dele – avô do Rolo – também ri quando ele – o pai do Rolo – chama a namorada de ‘broto’)… e assim por diante. Esse ‘conflito de gerações’ é tratado de forma cômica e graciosa. Esse é um exemplo fantástico de como a ilustração é essencial para que se entenda a história.

Uma vez que o texto já esteja pronto e revisado ortográfica e gramaticalmente, devemos definir o formato, dimensões e quantas páginas o livro terá. Isso tudo depende muito do tamanho do texto, da quantidade de palavras e de quantas ilustrações serão feitas. No caso de uma editora, tudo isso pode já vir pré-determinado. Mas no caso de um livro de produção própria, você que terá que tomar essa decisão. Uma vez que determinou número de páginas e formato (quadrado, retangular, 25×25, 21×18, etc), você pode partir para o storyboard. Veja um exemplo de storyboard nas fotos.

Se você não tiver ideia das dimensões e número de páginas, duas coisas podem lhe ajudar a definir: um orçamento com uma gráfica pode determinar o tamanho do livro, porque quanto maior o formato e maior número de páginas, mais caro. Fazer o storyboard pode lhe ajudar também, pois vendo como as páginas vão ficar com as ilustrações e o texto lhe dará uma panorâmica do resultado. Se o texto estiver apertado ou houver muitas áreas em branco, o storyboard lhe dá a oportunidade de reposicionar o que não ficou do seu agrado.

Após o storyboard, é hora de começar os “roughs”, ou esboços em preto e branco, também chamados de rafes. Aí você começa a fazer os desenhos de cada página. Pode ser que tenha que fazer e refazer várias vezes. É assim mesmo.

Finalizados os esboços, é hora de partir para as ilustrações originais. Cada técnica pede um tipo de papel. Quanto mais ‘molhada’ a tinta, maior a gramatura do papel. Você pode também finalizar com lápis de cor, aquarela, acrílico, colagem, nanquim, e até mesmo um misto de técnicas. Ou pode digitalizar e colorir no computador. Eu utilizo tinta acrílica, faço colagens, dou acabamento com lápis de cor…

Para o livro ficar completo, é necessário fazer as capas, a folha de rosto, a ficha catalográfica, o miolo – que é a parte onde ficam o texto e as ilustrações. São opcionais a biografia do autor e ilustrador, como também a dedicatória.

Após todas as ilustrações estarem prontas, é preciso digitalizar. Como eu tenho scanner em casa, eu mesma faço isso. Se você não tiver um scanner ou não souber como fazer, é possível também terceirizar esse trabalho. Peça à empresa de digitalização que lhe entregue as imagens em jpg de 300dpi, no mínimo.

Embora existam produções autorais sem o ISBN, eu aconselho a solicitá-lo na Câmara Brasileira do Livro. O ISBN ou International Standard Book Number é um sistema que identifica numericamente (código de barras) os livros segundo título, autor, editora e país. Isso facilita sua comercialização nacional e internacionalmente. E há lojas que não vendem o seu livro se não tiver ISBN.

Sobre a Ficha Catalográfica, uma bibliotecária está habilitada a fazê-lo, ou você pode pedir junto ao ISBN, o que possibilitará que seu livro seja catalogado nas Bibliotecas.

Para preparar o livro para a gráfica, é preciso um software específico. Muitos ilustradores montam no Indesign e até no Illustrator. Eu gosto do Photoshop e do Corel. Depende do que você está mais acostumado a usar. Se você não tem esses softwares, será importante contratar alguém habilitado a fazer esse trabalho. Aí você monta o arquivo, insere o texto e ‘fecha’ o arquivo para envio para a gráfica. Geralmente a gráfica faz um ‘livro’ (prova) e pede a sua aprovação antes de produzir todos os exemplares.

Depois disso, é só aguardar ficar pronto e curtir a sua obra!

Qual tipo de tinta acrílica é o mais adequado para a minha técnica?

Não sei se todos sabem, mas eu ilustro usando tinta acrílica, lápis de cor e alguns outros materiais. Alguns alunos me escreveram dizendo que o lápis não aderia à tinta que eles tinham, ou a tinta que compraram era muito plástica… Isso realmente acontece com alguns tipos de tinta. Por esse motivo, queriam saber qual tipo e marca de tinta acrílica eu recomendo. Eu uso muito a Maimeri Polycolor e a Liquitex Heavy Body, porém, o custo é um pouco mais alto.

Pensando em ajudar a escolher a tinta com o melhor custo x benefício, resolvi fazer um experimento com todas as marcas que eu tinha em casa.

Esse experimento não tem como objetivo avaliar a qualidade da tinta, mas a possibilidade de utilizar a mesma para a minha técnica.

Assista ao vídeo para saber mais. 🙂

Se desejar adquirir alguma dessas tintas, clique nos links abaixo do vídeo que você será direcionado para alguns tipos que encontrei, disponíveis aqui no Brasil.

Simply (Daler Rowney) – 12 cores – https://amzn.to/3etQTE3

Simply (Daler Rowney) – 24 cores – https://amzn.to/3u1DFoo

Tinta Acrílica Le Franc & Bourgeois – https://amzn.to/3tPv4oZ

Tinta Liquitex Basics – https://amzn.to/3vgCEJE

Tinta Liquitex Heavy Body – https://amzn.to/2PhXb0U

Tinta Acrílica Pebeo – https://amzn.to/32IL93E

Tinta Acrílica Pebeo (Avulso) – https://amzn.to/3dOuQsB

Tinta Acrílica Maimeri – https://amzn.to/2Qn3hxM

Tinta Acrílica Golden – https://amzn.to/3gHouNH

Tinta Acrílica System3 – https://amzn.to/3dLzuHF

Tinta Acrílica Winsor & Newton – https://amzn.to/3sOFd3N

Tinta Acrílica Winsor & Newton (Galeria – essa não testei) – https://amzn.to/3azZaVM

Tinta Acrílica Amsterdam – https://amzn.to/3gxN2Zj

INSCRIÇÕES ABERTAS

Novo curso: Ilu$tre – Aprenda a Rentabilizar suas Ilustrações na Internet

Hoje tenho novidades! Há algum tempo que me escrevem pedindo para ensinar, e entre um desses pedidos está o curso sobre como rentabilizar ilustraçõs na internet. Por isso, estou escrevendo para dizer que as inscrições já estão abertas! E algumas horas antes do prometido! 🙂

Você já pode se inscrever para o meu novo curso: – Ilu$tre – Como Rentabilizar Suas Ilustrações na Internet. As inscrições estarão abertas até o dia 22 de abril.

São 6 Módulos, com mais de 20 aulas, onde eu falo sobre:

. uma das formas de monetização de nossa arte,

. quais os sites de produtos que você pode vender,

. como se cadastrar em sites internacionais,

. qual a documentação exigida,

. como produzir e preparar suas ilustrações para vender,

. como configurar os templates,

. quais plataformas eu recomendo,

. como carregar corretamente,

. quais as exigências das plataformas, etc.

Esse curso ensina você a rentabilizar suas ilustrações sem gastar nada para isso: nada de investimento em produtos, nada de estoques, nada de construir sites, e sem você se preocupar com a venda. Você vai se preocupar somente com a produção artística.

O curso está totalmente finalizado, e dividido em duas etapas.

. Os 3 primeiros módulos estão disponíveis na primeira semana e os demais em seguida. A primeira parte fala sobre a parte artística e ensina o tipo de ilustração que é mais adequado. Em seguida você terá alguns dias para produzir ilustrações (exercício). Assim já terá ilustrações para aplicar os conhecimentos dos módulos seguintes.

. Os 3 módulos seguintes tratam da parte técnica, templates, ajustes, plataformas, como ampliar suas opções, documentação, etc…

Por fim, adicionei uma aula bônus com dicas de marketing e divulgação. 🙂

Como sempre, para os meus primeiros alunos, o preço é promocional, então não perca essa oportunidade de incluir uma fonte de renda adicional em sua vida.

OBSERVAÇÕES IMPORTANTES!!!

1. Esse curso NÃO ENSINA você a ganhar dinheiro fácil, não dá garantia de venda, nem de renda mínima. Aqui eu ensino o passo a passo para você disponibilizar produtos com suas ilustrações para clientes nacionais e internacionais. Assim como qualquer outro produto, as vendas dependem do tipo de ilustração que você faz, da quantidade, se há demanda, entre outros aspectos.

2. Para esse curso, é necessário algum conhecimento em softwares de edição de imagens.

VALOR

Em 12 parcelas de apenas

R$ 16,56 no cartão de crédito

ou R$ 170,00 à vista

Como sempre, você tem 7 dias de garantia. Lembre-se: A garantia começa a contar a partir da data da compra, e não da data de seu acesso ao curso.

Inscreva-se no botão abaixo!