NOVO WORKSHOP ONLINE! Como desenhar "Animais Fofinhos"

Na semana passada lancei meu primeiro workshop totalmente online. Como a oficina presencial de “Fofalização de Animais” foi muito bem sucedida, e os participantes gostaram muito, resolvi produzir um workshop online para que a oficina seja acessível para todos, mesmo os que estiverem morando a muitos quilômetros de distância.

Nesse workshop online, vou apresentar:

– as características que fazem um animal parecer “fofinho“;

– três demonstrações práticas de “fofalização”;

– uma demonstração prática de pintura do animal “fofinho”;

– o uso comercial que faço dessas imagens;

apostila com exercícios.

O Curso de “Fofalização de Animais” é um curso específico de ilustração, projetado para guiar iniciantes a produzir ilustrações de animais fofinhos, voltadas para o público infantil. O curso tem 5 módulos, com demonstrações práticas da técnica utilizada por mim, e apostila com exercícios.

Esse curso foi projetado para iniciantes e aspirantes a ilustrador, ou para aqueles que gostam de desenhar e gostariam de aprender uma nova habilidade artística.

Para adquirir o curso, que pode ser parcelado em até 10x, clique no botão.

É TARDE DEMAIS PARA ME TORNAR ILUSTRADOR?

Ilustração para o livro “Curitiba de A a Z” – Relógio das Flores – O tempo passa e a vida se renova. Basta regar um pouco.

Algumas pessoas acreditam que, uma vez que já optaram por uma profissão, já não há mais tempo e que já estão “velhos” demais para mudar de carreira. Isso, na minha opinião, não quer dizer nada, pois o que importa é que você faça um trabalho que tenha público. Eu mesma fiz o Magistério, sou graduada em Administração pela UFPR, pós-graduada em Marketing e, somente após o meu primeiro filho, comecei a estudar Pintura na Accademia di Belle Arti di Venezia. E eu nem era a mais ‘idosa’ da turma. Tinha até gente aposentada estudando.

É verdade que demora um pouco pra gente se preparar para uma nova carreira. E, mesmo que tenhamos várias ferramentas à nossa disposição, e que a gente saiba a “linguagem” do mercado, o fato é que às vezes precisamos amadurecer nossa arte. E só faremos isso praticando. Por isso, mesmo que você esteja trabalhando em outra área, é essencial usar o seu tempo livre para desenvolver seu traço, pesquisar em que área gostaria de trabalhar, saber mais sobre o mercado, visitar feiras, conhecer pessoas da área…

Porém, como sempre digo, quanto antes começar, antes vai chegar no seu sonho.

Tem gente que começa aos 20 anos e consegue se realizar aos 40. Tem gente que começa aos 40 e consegue se realizar profissionalmente aos 42. Então, para mim, a idade não quer dizer nada.

A verdade é que, para conseguir chegar a algum lugar, temos que investir tempo naquilo que desejamos. Se você se planeja, vai ver que em pouco tempo consegue aprender tudo o que precisa para realizar o seu sonho.

Uma dica que dou é pensar no tipo de ilustração que gostaria de fazer e passar a estudar tudo que vê pela frente sobre o assunto. Aos poucos você mesmo vai percebendo que já sabe mais sobre o assunto e se sente mais confiante.

Outra dica é: não fique desesperado. A princípio, você vai achar que não sabe nada sobre o assunto, que todo mundo está um passo à frente, que você não tem chance. Mas a verdade é estamos todos aprendendo, mesmo quem já trabalha na área há muito tempo, e o mercado muda o tempo todo, e se começar agora, daqui a pouco estará atuando na área.

Outro fato é que, ilustradores que trabalham há muitos anos também se sentem perdidos às vezes. O mundo mudou. Existem ilustradores que ainda atuam, mas que começaram a trabalhar quando a internet nem existia ainda. Pode imaginar?

Às vezes um iniciante pode se sentir meio deslocado, pois não conhece o mercado. Mas você já parou para pensar em como se sentem os profissionais que tiveram que se adaptar às mudanças no mundo nos últimos anos? Será que eles também não se sentem deslocados?

Susan Boyle, que estreou no Britain’s got Talent, tinha 47 anos quando foi se apresentar. Já imaginou se ela tivesse se achado velha demais para isso ?

Grandma Moses foi uma artista americana, que pintava arte folk. Ela começou a pintar com 78 anos. Não é de admirar uma pessoa assim ? Ela morreu com 101 anos e tem obras em vários museus nos EUA.

Louise Bourgeois teve maior sucesso quando chegou aos 70 anos. Uma de suas esculturas esteve no Museu Oscar Niemeyer em 2019.

Aqui você pode ler mais sobre pessoas que fizeram sucesso após os 50 anos de idade. Histórias como essas nos inspiram!

Então, se você tem 20, 40 ou até 70, nunca é tarde para começar.

Sugestão de leitura:

Pense no que quer ser e faça seu plano. Divida em etapas. Nessa postagem eu falo mais sobre isso: https://ingridosternack.com/2018/10/20/planejando-sua-carreira-como-ilustrador-ou-artista-para-aspirantes-a-ilustrador-ou-iniciantes/

Mostra e novo livro!

Na semana passada, durante a abertura da minha mostra individual de ilustrações, tive o prazer de lançar um novo livro: Colorindo Curitiba.

Há muito tempo queria fazer um livro de colorir, e devido à grande procura pelo livro Curitiba de A a Z, acabei produzindo também um livro de colorir com ilustrações em preto e branco, baseadas nas ilustrações do livro de poemas.

Abaixo o artigo da Prefeitura Municipal de Curitiba.

Ilustrações de livro de poesias sobre Curitiba ganham exposição

01/11/2019 15:38 – Ilustrações de livro de poesia sobre Curitiba ganham exposição – Foto: Cido Marques

Turistas e moradores da cidade têm mais um motivo para visitar a loja #CuritibaSuaLinda, no Centro. Situada junto ao Hotel Pestana, no espaço antigamente ocupado pelo Museu David Carneiro, o local exibe desde quinta-feira (31/10) ampliações de cada ilustração que acompanha os 27 verbetes do livro de poesias  Curitiba de A a Z – projeto apoiado pela Lei Municipal de Incentivo à Cultura para o público infanto-juvenil. 
 
O evento foi aberto pela presidente da Fundação Cultural de Curitiba, Ana Cristina de Castro, que representou o prefeito Rafael Greca, autor do prefácio da obra. Ela saudou os autores – o designer carioca Alexandre Barros Neves, autor dos textos, e a ilustradora curitibana Ingrid Osternack – que são casados e moram em Curitiba, onde Ingrid cresceu.
 

“Foi uma emoção e um privilégio muito grande desenvolver esse livro porque tive a oportunidade de retratar lugares que fazem parte da minha infância”, contou Ingrid. Um deles é o atual Parque Passaúna, implantado em 1991.

“Antes do parque ser formado, eu costumava ir até lá para catar pinhões”, completou a ilustradora, que já publicou 17 livros em coautoria. O último – A Nuvem Pipoca – foi lançado em Portugal, em outubro.


Ingrid lembrou que a ideia do livro nasceu há 7 anos, durante uma viagem de Alexandre ao Peru. “Assim que viu um livro com uma proposta semelhante durante a viagem, começou a pensar na ideia e lançou o desafio. É que mesmo não tendo nascido aqui, ele é um curitibano convertido, grande admirador do jeito do curitibano se relacionar com a cidade”, explicou. 
 
As 27 ilustrações ampliadas podem ser vistas no térreo e no mezanino da loja. A presidente da Fundação Cultural estuda a ideia de fazer exposições itinerantes de Curitiba de A a Z.

Serviço

Curitiba de A a Z
Exposição de ilustrações
Local: Espaço Cultural David Carneiro – Loja #CuritibaSuaLinda (Rua Brigadeiro Franco em frente ao número 1.845, quase na esquina com a Comendador Araújo, no Centro)
Horário: das 10h às 18h30, de terça a sexta-feira
Até dezembro/2019
Para todos os públicos
Entrada franca

Link: https://www.curitiba.pr.gov.br/noticias/ilustracoes-de-livro-de-poesias-sobre-curitiba-ganham-exposicao/53510