Um dia na vida de uma ilustradora :-)

Como a maioria dos brasileiros que tem filho em idade escolar, meu dia começa cedo, mais especificamente às 6:30h. Depois que deixo minha filha na escola, volto para casa, onde fica meu studio também e, antes de começar a trabalhar, faço um café espresso com leite. Acho que ainda não falei sobre isso, mas gosto muito de café espresso. Como meu marido vem de uma família que planta café em Minas Gerais, gostamos de experimentar os chamados ‘cafés especiais’.

Nesse momento em que aprecio um cafezinho, eu leio algumas notícias no jornal, vejo emails, pesquiso sobre ilustração, leio livros de arte… Quanto aos emails, eu gosto de ler e responder com bastante atenção. Como pela manhã a iluminação natural no meu atelier é melhor para desenhar e pintar, prefiro responder meus emails mais tarde. Evito me conectar a redes sociais nesse momento, porque o tempo vai passando, passando e, quando você percebe, já é hora do almoço. Rsrs…

Minha rotina de trabalho começa – efetivamente – com um planejamento do que vou fazer no dia. Sou fã de listas e acho uma ferramente essencial para controlar o meu progresso nas tarefas. Na minha agenda, eu escrevo não só o que vou fazer de ilustração, mas também se vou digitalizar, trabalhar nas imagens, se vou esboçar algum desenho para algum outro texto, se tenho que analisar contratos, pagar contas, ler algum artigo relacionado ao tema do meu trabalho, pesquisar imagens, enviar arquivos, atualizar mídias sociais, etc… Embora esteja trabalhando num livro, às vezes autores entram em contato solicitando ilustrações para livros que estão finalizando. Em alguns casos, já tenho que fazer um esboço ou até uma ilustração para algum projeto futuro. Também já anoto tarefas que, embora não sejam ilustração e pintura, são pertinentes ao trabalho. 
Se tenho algum livro infantil para ilustrar, eu faço um cronograma, verifico o que devo fazer no dia e coloco as ‘mãos na massa’. No momento, estou ilustrando um livro de 48 páginas, com 26 ilustrações. Para fazer esse livro, fiz um planejamento atribuindo dois dias a cada ilustração. Embora eu possa terminar uma ilustração no mesmo dia, a vida não pára enquanto estou trabalhando no meu studio e preciso me preocupar com minha filha, pegar na escola, dar almoço, ajudar nas tarefas, além de outros compromissos que toda mãe tem. Por isso, ter um pouco mais de tempo para finalizar dá mais tranquilidade, principalmente se outras atividades aparecem inesperadamente.
Há vantagens em ser freelancer, pois você pode conciliar a vida de mãe ao trabalho. Por outro lado, tem que ‘ralar’ muito para se manter no mercado. Há muito o que fazer. O salário não chega no fim do mês se não nos prepararmos e trabalharmos árdua e continuamente. Sendo o próprio ‘chefe’ da  empresa, e não tendo ninguém para controlar seu horário de trabalho, temos que cuidar para manter um hábito diário de trabalho, seja por tempo dedicado à sua arte, ou por etapa. Eu prefiro trabalhar por etapa. Me sinto melhor sabendo que fiz aquilo que estava planejado e isso me dá mais certeza da minha própria produtividade. Mesmo sendo uma pessoa que se sente realizada com o que faz, e eu dificilmente fique parada sem fazer alguma coisa, às vezes outras tarefas urgentes podem atrasar o que me propus a fazer dentro de um certo prazo.
Terminando uma ilustração, eu anoto no meu inventário a finalização. Esse inventário é uma ferramenta que utilizo para me manter no controle do meu cronograma. 
Há outras atividades ainda que um ilustrador deve se preocupar: atualizar o portfolio, site, blog ou mídias sociais. Assim como a maioria dos ilustradores autônomos, trabalho sozinha, então eu mesma atualizo tudo. Confesso que não é fácil lembrar de fazer tudo, por isso anoto tudo que tenho que fazer na minha agenda ou no celular. Fazer você mesmo tem seu lado positivo: você pode decidir o que vai postar, como vai fazer, e acompanhar todo o processo até o resultado. O lado negativo é que o seu foco certamente é em ilustrar, e aí você passa a fazer tarefas que não são o seu objetivo, e que poderiam ser feitas mais rapidamente (e até melhor) por outra pessoa. Por isso, às vezes não consigo atualizar o quanto eu deveria. Ser ilustrador significa ter vários trabalhos dentro da mesma profissão: tem que ilustrar, administrar, fazer divulgação, vender, negociar, conferir contratos, entre outros. Também já fui convidada a dar aulas de ilustração online, o que ainda não tive condições de fazer. Mas está nos meus planos.
Um pouco antes do almoço, busco minha filha na escola e eu mesma cozinho, todos os dias. Embora goste de cozinhar e testar receitas, às vezes é um pouco cansativo, mas tento me organizar para facilitar minha vida. A grande vantagem é que sei exatamente a origem do que estamos comendo e isso tem feito um bem enorme à nossa saúde. Após o almoço, às vezes tenho que levar minha filha para outras atividades. Parte da tarde também uso para ilustrar ou trabalhar em outras áreas da ilustração. Tenho ilustrações em sites POD – Print on Demand, faço ilustrações avulsas, capas de livros, cartões postais, pintura em tela, pintura mural, etc… e também as atividades contábeis relacionadas ao meu trabalho. Tudo isso entremeado com as tarefas de casa e um tempo de qualidade com minha filha. 😀
A vida é dinâmica e não podemos deixar de sair, encontrar os amigos, comer alguma coisa fora, fazer exercícios, passear… Quando os afazeres da vida me fazem atrasar o meu cronograma, costumo recuperar trabalhando nos finais de semana e à noite. Já fiquei muitas noites até às 2h da manhã para terminar algum trabalho. Também já dormi 4 ou 5h por noite a fim de dar conta de tudo. Mas isso faz parte da vida e todo mundo passa por isso em algum momento. O ideal é encarar isso sempre como uma bênção, afinal a gente só recebe quando tem trabalho, e agradecer a Deus por trabalhar em algo tão incrível como ilustração e arte. 😍
Participo de associações e ocasionalmente de eventos relacionados a ilustração e leitura. Há vários eventos durante o ano e são muito importantes para não só socializar, mas para manter a sua criatividade. Conversar, trocar ideias e visualizar outras artes nos inspiram a melhorar o nosso trabalho.
Quando não tenho nenhum projeto específico para entregar, me dedico aos meus projetos pessoais. Já trabalhei em projetos voluntários de vários tipos. Entre os meus projetos pessoais do momento, há o livro que estou escrevendo dando dicas sobre a carreira do ilustrador. Tão logo termine, vou disponibilizar no blog. Além disso, também gosto de produzir ilustrações para serem utilizadas em produtos, como canecas, capas de celular, roupas de cama e banho, etc.
A arte e a ilustração já fazem parte da minha vida de tal forma que todos os dias estou produzindo alguma coisa. Porém, prefiro compartilhar o que estou fazendo somente depois de pronto e publicado.
Eu gosto de conversar e me comunicar com as pessoas. Como meu trabalho é bem solitário, o blog é uma ferramenta que me ajuda bastante, pois posso escrever sobre coisas
do meu dia a dia e é um ótimo lugar para expressar ideias. Aprecio quando recebo mensagens me perguntando sobre a profissão de ilustrador. Por isso, se você quiser saber algo ou tiver alguma dúvida, escreva sua pergunta no formulário de contato. 😉
Standard

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s